Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

Bricolage de Domingo

Ainda que com evidente falta de meios em casa, (como talheres ou mesmo uma simples mesa para levantar a tv do chão), fomos a correr comprar este papel de parede. E foi assim que nos entretivemos ontem, um Domingo chuvoso, mesmo bom para fazer estas coisas (menos) essenciais. Fizemos cola num alguidar, recortámos o papel (tudo sem fitamétrica... sociólogos, o que é que se há-de fazer?!). Trepámos ao escadote e lá fomos colando, descolando, para voltar a colar. Ufff! Não é tarefa fácil!
Assim, nesta parede temos arranha-céus nova-iorquinos e do outro lado da sala vemos, através da janela, prédios com fachadas de azulejos, tipicamente lisboetas. Uma casa de contrastes, entre a tradição e a modernidade, bem ao nosso gosto :)
Se clickarem sobre a imagem, vêem em grande
publicado por Branca às 11:28
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De leo a 1 de Outubro de 2007 às 13:25
Oh, bricolage a dois numa tarde chuvosa de domingo... delicioso... gosto muitos dos vossos contrastes e mal posso esperar para os (e vos!) ver daqui a pouco!

O lenco que tens parece-me familiar..... será..?! :)
De Branca a 1 de Outubro de 2007 às 14:47
É mesmo o teu lenço! Grande observadora! :) Bricolage sem lenço na cabeça, nem sabe tão bem!
De panamá a 1 de Outubro de 2007 às 14:59
Muito bem escolhido! Parabéns! O papel de parede e o entretenimento do domingo chuvoso! Eu fiz...arroz-doce, pronto! beijos, mi amor
De Clau a 1 de Outubro de 2007 às 19:24
Uau! Muito giro! Pela foto parece impecável, não se nota a ausência de fita métrica...
De Anónimo a 2 de Outubro de 2007 às 16:16
Ai,as ruralitas...um gajo põe-se com discursos sobre os fenómenos da modernidade das sociedades pós-industriais e elas só falam do lencinho que levavam para o campo para cultivar batatas... Pode-se tirar as mulheres da terriola, mas não se tira a terriola de dentro das mulheres...
Beijos e abraços para os imigrantes!
De leo a 3 de Outubro de 2007 às 20:30
Ó urbanóide,

cala-te.
De Branca a 4 de Outubro de 2007 às 10:28
Urbanóide mais ou menos, Leo. Tem uma costela de Ervas Tenras (não é delicioso o nome da terra?) e outra de Vila Verde de Ficalho. Ou seja, 1/3 lisboeta, 1/3 beirão e 1/3 alentejano. Deu esta mistura fina que é o meu tesouro. Né, mori?

Comentar post

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Um em cada cinco

. Pose Nunca_Foste_a_Paris?...

. O milagre da música

. Sonasol Verde Amoníacal

. Smile

. Rosa

. Confissão

. Mnemónicas

. Clara Branca das Neves em...

. O que se passa na cabeça ...

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds