Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

Tanto Mar


Branca já de trouxa aviada para ir comemorar o 25 de Abril.

Foi bonita a festa, pá

Fiquei contente

Ainda guardo renitente um velho cravo para mim

Já murcharam tua festa, pá

Mas certamente

Esqueceram uma semente nalgum canto de jardim

Sei que há léguas a nos separar

Tanto mar, tanto mar

Sei, também, quanto é preciso, pá

Navegar, navegar

Canta primavera, pá

Cá estou carente

Manda novamente algum cheirinho de alecrim

publicado por Branca às 17:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Leveza da morte

Hoje ao chegar ao trabalho, encontro um par de velhas gaiteiras ao cimo das escadas. Mal me vêm , uma delas, de olhos bem pintados, pergunta:

- Menina, menina. Sabe onde é a faculdade de medicina?
- É aqui mesmo. (e pensei, o que é que estas duas andam aqui a fazer?)
- Ah, é que nós queremos doar o nosso corpo. Sabe onde nos podemos inscrever?

Engoli em seco. Encaravam aquele acto, com a mesma alegria de quem vai dar sangue. Não encontrei um laivo de morbidez nos seus discursos, mas antes um grande sentido de dever. Pareciam umas velhinhas nórdicas, algures de um país civilizado. Não sabia muito bem onde ir entregá-las, presumi ser no departamento de Anatomia, onde se fazem as dissecações. Quando as deixei, agradeceram-me muito a "gentileza de as encaminhar". A mim é que me apeteceu agradecer-lhes, sobretudo pela lição...
publicado por Branca às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 20 de Abril de 2008

La gatta


Gino Paoli

publicado por Branca às 22:06
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

The same dress

Toda a mulher sabe que andar à procura de um vestido para levar a um casamento, não é tarefa fácil...
Independentemente do vestido, temos sempre presente o terror que seria encontrar outra lambisgóia vestida igual a nós. À partida fugimos a 7 pés das Zaras e afins. E a tarefa afigura-se particularmente difícil quando damos conta que não encontramos nada que nos satisfaça por menos de 400 euros. Reviramos dezenas de lojas, e invariavelmente encontramos senãos: ou é a cor que nos empalidece, ou o tecido é manhoso, ou assenta mal no peito, ou vinca na barriga, ou alarga a anca, ou, ou... O desepero é tal que invertemos lógicas e damos por nós a teorizar sobre a ínfima probabilidade de aparecer alguém com um vestido comprado na Zara, e por conseguinte, esta vir a ser uma óptima alternativa.
A tarefa é árdua, e perante a nossa cara de desespero em achar um vestido apresentável, eis que a menina-lojista-tipo resolve entrar em acção. Se eu contasse as vezes que me sugeriram vestidos pelos pés/brilhantes/pretos... mas, quando me aparecem de vestidos brancos em punho, muito convictas... não me controlo, ai, que estão a pedi-las, minhas pirosas: faço cara de dragão prestes a cuspir fogo, e escandalizo-me: branco?! Num casamento? Branco NUNCA! VERDADE? De resposta obtenho apenas um pois, (ab)surdo...
publicado por Branca às 15:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Porque é que o Berlusconi voltou a ganhar?*

a) Por falta de uma oposição sólida.

b) Por falta de sanidade colectiva.

c) Porque os italianos não conseguem viver sem vigaristas.

*Será a terceira vez que Silvio Berlusconi ocupa o cargo de primeiro ministro
publicado por Branca às 20:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Madrid me mata!

Ao que parece o aeroporto de Madrid é dos que regista maior número de passageiros que não comparecem aos voos. Talvez este seja dos mais evidentes indicadores de como esta capital europeia é... frenética!

O cabelo azul shocking desta super avozinha também o indicia...



Mariachis (e que mariachis) que conseguem a habilidade de, entre espanhóis e imigrantes, pôr uma praça inteira a cantar...


O momento cultural da visita foi o Museu de Arte Contemporânea Reina Sofia . De todo o espólio visto, elejo este quadro do Picasso porque parecemos nós as duas, Madame Couscous, eu a de lá, tu a de cá! Os cabelos ao vento, correndo livres e loucas por Madrid :)


E depois de muito caminhar, eis que começa a movida...


E dura, e dura...



...e dura... Aqui já fatalll!

publicado por Branca às 17:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

Dias de Verano



Me escapo a Madrid! Hasta el lunes...

publicado por Branca às 17:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um em cada cinco

. Pose Nunca_Foste_a_Paris?...

. O milagre da música

. Sonasol Verde Amoníacal

. Smile

. Rosa

. Confissão

. Mnemónicas

. Clara Branca das Neves em...

. O que se passa na cabeça ...

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds