Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Roedores e chocalheiras

Essa gente que se apanha no escuro do cinema para comer, causa-me o chamado nervoso miudinho. Já há uns anos que me recuso a frequentar cinemas onde sei de antemão que se comercializam pipocas. Mas às vezes tenho a pouca sorte de me sentar ao lado de um roedor, que assalta a merenda mal as luzes se apagam, tal e qual um rato escondido numa casa que aproveita o sossego e a escuridão da noite para atacar de surra. E então começa o scnhoc crushhh crushhhh, crushh crushhh scnhoc gerado ao abrir a embalagem. Regra geral, fazem-no muito lentamente, o que me incomoda muitíssimo mais. Nesse compasso de espera, auguro o que ainda virá, os próximos sons a ruminar o alimento, e espero (in)pacientemente que a acção termine o mais breve possível para que eu possa começar a centrar-me no filme, que foi afinal para isso que paguei o bilhete.
Também me irrita o quanto baste andar de combóio regional (a parar em todas as estações e apiadeiros), especialmente se for de manhã... Há invariavelmente alguém que anda à luta com sacos de plástico durante longos minutos. É um zum zum, frsh frsh que parece não ter fim e que me provoca uma terrível moínha na cabeça. Mas para essas situações, há remédio, há headphones, há mudanças de lugar ou mesmo de carruagem... Agora, estando no Coliseu, lotação esgotada, a sentir a excitação de quem está a assistir a um dos músicos de que mais se gosta, e ter precisamente na cadeirinha atrás de nós, uma moça chapa 4 (betinha dos anos 90) com umas pulseiras metálicas, estridentes, impossíveis (especialmente para se levar a um concerto) e que fazia questão que déssemos por elas ao chocalhá-las a cada movimento seu... e a acrescer, cantava desafinadamente e acima do tom do Caetano... é demais! Para ti, minha querida se me estás a ouvir, dedico-te esta canção:

publicado por Branca às 17:08
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De panamá a 17 de Outubro de 2007 às 14:02
eheheh! onde é que eu já ouvi isto??? percebo-te perfeitamente, minha linda! e este teu testemunho faz-me lembrar uma situação pela qual a minha mãe passou numa aula lá no ISCTE: um tipo que não parava de fungar e que não parava de fazer aquele barulho do: fruuuu! Vai daí, a minha mãe passa-se, olha para trás com o ar mais transtornado do mundo e pergunta: queres um lenço???!!! É bom que queiras que eu já não aguento o teu sorver!! É de uma pessoa se passar, de facto!beijocas, mi amor! Uma beta a chocalhar enquanto se ouve o deus Caetano?? Para ela o remédio é nascer outra vez! Eheheeh!
De Branca a 19 de Outubro de 2007 às 16:56
Realmente a tua maezinha e eu temos coisas muito parecidas! Há coisas que enervam uma mulher!
De Anónimo a 12 de Novembro de 2007 às 04:42
Como as coisas mudam... se bem me lembro eram essas as mesmas pipocas que tu devoravas sempre que se apagavam as luzes das ditas salas de cinema...

Comentar post

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um em cada cinco

. Pose Nunca_Foste_a_Paris?...

. O milagre da música

. Sonasol Verde Amoníacal

. Smile

. Rosa

. Confissão

. Mnemónicas

. Clara Branca das Neves em...

. O que se passa na cabeça ...

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds